14 abril 2016

Começou o CPM!


Para quem não sabe o CPM é um centro de preparação para o matrimónio e é obrigatório para os casais que se casam pela igreja católica. Basicamente são sessões sobre os valores e o significado do sacramento do matrimónio e sobre a vida a dois.

O CPM não é igual em todas as paróquias e eu não sou nenhuma expert no tema mas não queria deixar de partilhar convosco a minha experiência em mais este passo rumo ao meu casamento.

Na minha paróquia o CPM é feito em seis sessões durante três fins de semana. Sei que em algumas paróquias é todo ministrado em um dia apenas. A metodologia também varia. Cada sessão tem um tema distinto. Os casais são separados em grupos e cada grupo vai para uma sala com um casal da coordenação do CPM discutir os temas com o auxílio de um guião. Nas salas falamos sobre os temas, partilhamos a nossa experiência e ouvimos a partilha do casal "mentor". Depois há um plenário onde um casal escolhido de cada grupo vai relatar a toda a assistência o que é que se falou na sala, as nossas dúvidas, as nossas experiências. Finalmente, um dos casais coordenadores faz uma apresentação sobre o tema discutido, partilhando a sua experiência enquanto casal na temática em questão.

Ninguém está ali para nos ensinar nada. Não há certos e errados. Há vidas e vontade de falar sobre temas importantes e partilhar experiências de vida. Não há uma tentativa de lavagem cerebral, de conversão para a igreja, mas fala-se da importância (ou falta dela) da igreja na vida conjugal de cada casal. Fala-se do perdão, da tolerância, do ciúme, do diálogo e do Amor. Fala-se muito de Amor.

Curiosamente um casal de amigos (grandes amigos) nossos qu também se vai casar este ano também está a fazer o CPM na mesma igreja que nós então está a ser giro poder falar sobre os temas a dois, depois em grupo - com o nosso grupo em sala -, e depois a quatro, quando descemos das salas e no fim de cada sessão.

Tenho pena que estas sessões de CPM só existam para estes momentos pré-matrimónio. Acho que faria bem a muitos casais (incluindo muitos que eu conheço) ir renovando estes momentos de diálogo e partilhando a forma como encaram certos temas que são estruturais para uma vida a dois. Num casamento, as vidas devem convergir, mas conheço casais que parecem afastar-se sobretudo por não falarem sobre esses temas fraturantes.

Depois das sessões posso falar-vos um bocadinho mais sobre os temas que debatemos, se vos interessar.

17 comentários:

  1. Eu não fiz e ouço dizer que é uma seca!
    bjs

    http://cocojeans.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa também foi a opinião que ouvi maioritariamente. Só que cada paróquia tem a sua metodologia, o que faz muita diferença. Para além disso, os casais que nos estão a orientar neste curso são fantásticos, muito genuínos e partilham as suas vivências sem imposições nem julgamentos.

      Eliminar
  2. associo isso a terapia para casais ahah mas posso estar errada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não deixa de ser terapêutico. Mas no bom sentido!

      Eliminar
  3. Não sou casaca mas tinha conhecimento que isso existe, acho que quem quer casar pela igreja faz todo o sentido fazer esses cursos.

    ResponderEliminar
  4. O padre que nos vai casar diz que só o fazemos se quisermos, que ele não faz questão.
    Como estamos longe de onde vamos casar talvez façamos na paróquia da nossa residência atual. Mas ainda não nos informámos, confesso. Pelo que já nos disseram uns amigos que se casaram no ano passado faz sentido porque se abordam temas interessantes e que fazem falta ser discutidos em casal.
    Que bom que estão a gostar.
    Não se chama "curso de preparação para o matrimónio"? Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu achava que se chamava "curso", mas lá eles têm sempre escrito "centro". Inclusivamente fazem questão de dizer várias vezes que não estão lá para ensinar nada até porque eles não sabem o que é certo, só sabem o que tem resultado com eles :)

      Googlei e parece que é mesmo centro! » http://www.cpm-portugal.pt/

      Eliminar
  5. Eu fiz o CPM e confesso que não gostei muito. Sou católica praticante e estava à espera de outra coisa. Esperava que abordassem os temas de uma outra forma e sem imposições. Acho que tudo depende dos grupos e dos mentores... No meu caso, se fosse hoje não o tinha feito, achei um pouco perda de tempo...
    Quanto ao ser obrigatório, acho que há excepções, mas é aconselhado, sim. :)
    Espero que gostes do teu CPM.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, pelos comentários estou a perceber que a obrigatoriedade não é assim tanta como nos venderam. Seja como for, é mesmo o que dizes: depende de quem orienta e do método que se usa. Sinto-me uma afortunada pelo que estou a receber na minha paróquia!

      Eliminar
  6. Penso que na minha terra não há isso! Oo

    ResponderEliminar
  7. Parece ser muito interessante. Eu acho que essas reuniºoes seriam muito uteis para casais que acabaram de ser pais pela primeira vez, visto que é nesse período que ha mais separações e traições

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho! Pelo que me tenho informado, há um género de "CPM pós matrimónio" que são os retiros em casal. Pelo que sei também são abordados estes temas e partilhadas experiências. Acho que também não há muita divulgação destas formas de participação nas atividades da igreja, o que é uma pena...

      Eliminar
  8. eu também tive que fazer uma preparação com o sacerdote para ser madrinha

    ResponderEliminar
  9. Mais um post interessante, gostei muito do post e fico à espera de saber mais sobre os temas debatidos ;).
    Beijinhos.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a gostar tanto que vai ser um tema com take2 certamente!

      Eliminar
  10. http://www.ens.pt/home.mvc.aspx/index
    Também eu sou católica, e gostei de fazer o meu CPM em modelo intensivo de fds. Mas ao ler o seu comentário da continuidade lembrei-me deste movimento a que pertenço. Se quiser saber mais, envie-me um e-mail... sou do Porto mas as equipas em Lisboa são muito ativas e consigo saber quem a poderá ajudar.

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita!
Já me visitaste nas redes sociais?
Facebook | Instagram
Ou então por aqui: cat.nemmaisnemmenos@gmail.com

/*pinterest hover button~