24 abril 2017

Tem mesmo de ser!


Depois de semanas de estragos (dos grandes!), hoje pareceu-me um bom dia para voltar a regrar-me. Daqui a uma semana veremos o que a balança tem a dizer.

Inspirações lá para casa

Continuando com a saga de inspirações para decoração de interiores, hoje seleccionei uma série de peças que partiram daquele verde-menta lindo, conjugando com dois tons que o complementam bem: o azul e verde. Esta combinação de cores transmite-me calma. São tons suaves e felizes.


Na minha sala reconheço esta influência embora tenha apostado em tons mais escuros (dentro dos verdes e azuis).




__________
Inspirações passadas:

22 abril 2017

​✿


Parabéns!

A ti que com seis meses iluminaste as nossas vidas.
A ti que adoptámos como família.
A ti que és minha irmã de coração.
A ti que ainda me dás a mão na rua sem vergonha de seres muito crescida.

Mas estás crescida.
Já são 16 anos!
E estás cada vez mais bonita e madura e independente.
Tenho muito orgulho em ti. E muito amor.

Sei que não vais ler este post (nem sabes que o blogue existe) mas dir-te-ei tudo isto mais alguma coisa quando te for dar um xi-coração apertado.

Parabéns!

20 abril 2017

Em modo ressaca


Já marcharam as primeiras três temporadas.Confesso que quando vi o primeiro episódio não tive vontade de ver mais: muitas maminhas à mostra e cenas de sexo desnecessárias. Mas dei mais uma oportunidade e vi o segundo, o terceiro... e ao quarto episódio estava presa!

Power, é uma série sobre um empresário bem sucedido que esconde atrás do seu império de clubes nocturnos a forma como realmente prosperou na vida: o tráfico de droga. A partir daí, desenrola-se uma intrincada história com violência, relações familiares, amor, traições, violência e, claro, poder!

Acaba por ser um policial, uma história do gato e do rato em que tão depressa vai um à frente como de repente a trama dá uma grande volta e o inesperado acontece. No IMDB está cotada com 8.1/10.

Agora estou ansiosa à espera da quarta temporada!

19 abril 2017

Presente de aniversário


Festejei muito no Sábado o nosso aniversário, mas também tive direito a um pequeno acidente... sim, a fotografia é o resultado de uma aparatosa queda do meu telemóvel.

Não sei como é que me escorregou da mão... mas o pior foi quando o tentei salvar da queda e, em vez disso, acabei por lhe dar uma valente palmada que o atirou furiosamente contra as pedras do chão.

Hesitei uns segundos, antes de o apanhar e virar para ver o ecrã.
Morreu para a vida.

Constatação de hoje


Pior que ser-se pobre é ser-se pobre com gostos de rica.
(Quem me manda andar a namorar lojas que não são para o meu bolso?)

18 abril 2017

O peso da idade


O título do post não podia ser mais literal.

No ano passado caí no cliché pós-casamento e engordei como se não houvesse amanhã. Não fiz dieta antes do casamento nem perdi peso antes do grande dia, por isso não se justifica o que se passou a seguir! Mas começou logo na lua de mel e depois continuou com as férias, e depois com a depressão pós-férias, e depois com mais férias e com o Natal... e dei por mim a começar o ano com mais 9 kgs do que tinha no final de Maio. Ritmo estonteante, não é verdade? Nem eu sei como é que consegui tal proeza... ou melhor, até desconfio porque abusei à grande e zero de exercício.

Claro está que uma das minhas resoluções para 2017 era emagrecer e regressar ao meu peso! Contrariamente do que fiz há três anos em que segui a dieta dos 31 dias da Ágata Roquette com bastante disciplina (e bons resultados), este ano não me sentia suficientemente motivada para cortes radicais. Sinto-me culpada por descurar na minha saúde quando como de forma desregrada e então propus-me a voltar ao regime alimentar mais baseado em vegetais e proteína, poucas gorduras e açúcares e uma redução de hidratos.

Em tempos passados, estas alterações surtiam efeitos rápidos no peso. Não quer dizer que perdesse peso a um ritmo acelerado, mas ia perdendo consistentemente. A única parte boa de ganhar peso com rapidez é que conseguia perder peso com alguma facilidade. Mas este ano algo mudou! Os 30 não perdoam e três semanas de bom comportamento alimentar tiraram-me apenas 800gr de cima (em duas semanas da dieta de há três anos perdi 3kg). Eu sei que é mais saudável perder peso lenta e consistentemente mas o meu corpo está a reagir de uma forma muito diferente e eu não sei porquê.

Será mesmo só o peso da idade?

17 abril 2017

Faz falta agradecer



"Eu agradeço todos os dias ter saúde."
Ana Paula (Miss Coquete)

"Pelo emprego."
Goduchita

"Eu hoje agradeço estar de folga."
Sofia

.
.
.
E vocês?
O que vos deixa gratos?
/*pinterest hover button~